terça-feira, 21 de abril de 2009

"FORAGIDOS"


Chove...
Dia bom para um chá, uma sopa, um chamego; tudo que aqueça o coração, o corpo e a alma.
Que a chuva lave nossa vida e clarei nossos sonhos...
Para ler: poesias de "Reinaldo Luciano" e de "Daniela Furmankiewicz",
Para ouvir David Liebman...
Bom Feriado!!



AO SILÊNCIO
"Reinaldo Luciano"

"Não quero o silêncio culto e tácito
Das bocas caladas pelo medo;
Não quero ouvir os que choram
E os que lamentam em segredo...

Não quero minha voz embargada
Pela pressão silenciosa
Da solidão que não diz nada
E da razão que se faz muda...

Eu quero o mundo em polvorosa;
Quero a canção, quero o sorriso...
Quero gritar, se for preciso...

Não quero o silêncio assim imposto
Como um tapa que arde no meu rosto!

Eu quero o silêncio sim, mas quero ainda
Poder falar tudo o que sinta;
Poder sentir tudo o que fale...
Eu quero decidir quando me cale!

Não quero a minha voz presa no peito
Enquanto o mundo grita ao meu redor!

Eu quero decidir; é meu direito
E não lutar por ele é omissão!
Silêncio! Não consigo ouvir direito!
Há um barulho estranho no meu peito
E não parece ser meu coração!"

**

O Tempo
"Daniela Furmankiewicz",

"Não sei definir o tempo.
Ele cai sobre a minha cama
mas usa máscaras.
Se disfarça de vento
mas é monotonia.
Usa roupas de sombras
mas é dia quente.
Tem um jeito de anjo
mas é solidão...
O tempo caminha pelo corredor
sem ter acordado.
É sonâmbulo de alma inquieta,
um grito abafado
em um salão vazio.
Tempo sádico que mata
todos os meus motivos,
deturpa as minhas vontades,
rabisca meus desejos e some.
Não sei definir o tempo.
Não sei se ele cura
ou se passa por cima.
Pode ser homem, mulher,
qualquer coisa.
O tempo que me sufoca,
o tempo que me abriga...
nasce / morre / renasce
Poema adormecido,
outro dia..."

Namastê!

2 comentários:

Poeteiro disse...

Sempre acho estranho ler meus poemas sem meu nome ou sem aspas...
Fica parecendo que outra pessoa os escreveu!
Ainda bem que não é verdade. AO SILÊNCIO é um dos que eu mais gosto entre os mais de mil escritos ao longo de minha carreira. Bom que goste dele também.

Abraços

Reinaldo Luciano

Poeteiro disse...

http://www.youtube.com/watch?v=NyYqlnGTOos

Se gostar tanto do poema assim, que tal assistir o vídeo?